Covert Affairs 1×02 – 'Walter’s Walk' [Review]

22 de jul de 2010


1ª Exibição EUA: 20/07/2010

Resumo:

A nova agente da CIA, Annie Walker, ainda é forçada a trabalhar em casos controlados, até que ela é avisada que uma célula do IRA opera nos Estados Unidos.



A missão de Annie em Walter’s Walk, era anotar as informações repassadas por um bando de malucos, pessoas que vêem uma Teoria da Conspiração em tudo, acreditam que tem informações valiosas sobre casos de Estado ou que estão sendo perseguidas por alguma organização criminosa. Eu particularmente gostei, pois ela é novata e chegou agora, seria meio sem graça se ela pegasse sempre os melhores casos.

Contudo, Annie acaba cruzando com um caso real: Walter, o menino prodígio que tinha praticamente um QG de espionagem em casa, interceptou e decodificou transmissões em ondas curtas do IRA e começou a temer pela própria vida.

Após falarem com Annie, Walter e sua mãe são perseguidos e desaparecem, assim Annie e James Elliot, o agente do MI-6 designado como parceiro para ela, vão até a casa deles procurarem pistas. No final James acaba sendo o bad Guy, agente duplo. Ele trabalha para a IRA e eles estavam planejando explodir uma bomba em solo americano.


Adorei ver Auggie ensinando Annie a lutar! A química entre os dois é inquestionável, sem falar do climinha que ficou na cena!. Como disse no review do episódio piloto, Christopher Gorham em seus outros trabalhos sempre me pareceu bobão, trabalhos como: Jake 2.0, Ugly Betty e Harper´s Island. Mas o ator parece mais evoluído e carismático. Quando li a descrição do personagem na divulgação de elenco pensei que mostrariam mais um daqueles nerds que tanto adoram colocar em séries de investigação/espionagem, aquele carinha que manja de tecnologia, não tem vida social e ao qual as pessoas só recorrem para pedir favores? Mas não, resolveram colocar um cara popular, bem humorado, sensível e que ainda sabe lutar.

A irmã de Annie também apareceu no episódio em uma história que não me comoveu muito, ela queria que Annie assinasse seu testamento, pois assim se algo acontecesse a ela e ao pai das crianças. Annie seria responsável por criar as crianças. Annie fica meio que em choque no começo, mas depois assina.


Agora as partes chatas.

Primeiro a saída de Conrad sem motivo e a entrada de Jai, Sendhil Ramamurthy. Que troca mais injusta! Tirar um gostosão e colocar ... ele! Jai já chegou criando discórdia, se impondo por ser o filhinho do papai. Ainda teve falas toscas e completamente insignificantes no episódio. E para completar seu objetivo é se aproximar e espiar Annie.

Segunda a história chata e irritante do ‘boss’ e sua mulher Joan. Já deixo declaro que não gosto dessa mulher e para uma agente da CIA ela é muito insegura. Peter Gallagher é um puta de um ator e infelizmente esta sendo mal aproveitado. Não entendo porque os roteiristas estão colocando ele nesta historia água com açúcar.


0 comentários:

Postar um comentário

 

Posts Comments

©2006-2010 ·TNB