White Collar: 2x07 "Prisoner's Dilemma" [Review]

25 de ago de 2010


1ª Exibição Original: 24/08/2010
1ª Exibição Brasil: 17/03/2011

Primeiramente gostaria de deixa aqui a minha alegria por El ter aparecido sem aquele fundo estranho e horrível! Até uma cena com o Mozzie ela teve! Sabe o que foi mais legal do que isso? A participação de Joe Morton como o chefe de Hughes, esse homem tem uma presença mesmo sem dizer uma palavra! Tivemos também Jeremy Davidson (Army Wives) como o agente do FBI inocente; e por último a participação incrível de Max Martini (The Unit) como o bandido da vez.

Eu adoro como o episódio começa sempre como se fosse um dia qualquer onde ocorre algo diferente. E neste episódio não é diferente. Neal diz a Peter que quer ir a uma exposição, porém o lugar fica longe do permitido à ele. Peter então diz que se Neal conseguir encontrar alguém do FBI para ir junto, que ele pode ir. Isso foi algo que se mostrou ser super difícil, e logo quando ele havia disistido de ir o "chefão" diz que vai junto com ele!

O caso desse episódio não trouxe nada de extraordinário, somente mais um bandido dentro do governo! Deckard é deferal o responsável no caso para encontrar Franklin, um agente da divisão White Collar acusado de vender informações sobre testemunhas. Mas a verdade é que o culpado mesmo é Deckard e um advogado. Deckard decidiu vir atrás dele, pois, Franklin havia conseguido algumas pistas que indicavam a culpabilidade do federal.

E como sempre em um caso deles quem acaba se ferrando é El, Peter havia combinado dos dois terem um encontro porque eles estão tão atolados em serviço que mal falam duas palavras no café da manhã, mas quem vai em seu lugar é Mozzie. E ele novamente tem as melhores falas do episódio, principalmente quando ele fala qual é sua palavra de segurança. 


A cena de Neal se passando por funcionário e vendendo um carro para aquele cara foi genial, perfeita. Mas não superou a adrenalina que senti quando Neal competiu por telefone contra a informante de Franklin para ver quão deles conseguirir fazer uma ligação em um lamborghini.

Só achei que foi muito fácil Diana ter descoberto o caso em que Franklin estava trabalhando com fotos de Deckard e seus comparsas. E por falar nela, sua participação neste episódio conseguiu ser menor que a de Jones! Como pode!


A resolução do caso foi coisa de mestre: fazer os bandidos virarem um contra o outro. Deckard achou que estava sendo traído e o advogado nem pensou duas vezes antes de abrir o bico. Caso encerrado. Porém antes do agente ser preso Neal rouba a chave de seu rastreador que ficava em um chaveiro com Deckard. Eles fazem uma cena dessas para deixar os fãs preocupados, mas Neal nunca foge!

Uma história que ainda ocupa espaço, mas não tanto quanto antes é a de Kate. Mozzie descobriu para quem ela ligou antes de morrer: para Fowler. Novamente foi fácil demais! Primeiro por que ela ligou pra ele dizendo que Peter estava no hangar e segundo por que ele a matou antes de Neal entrar no avião? Espero que eles deem uma explicação legal, já que há tanto mistério envolvendo isso!

0 comentários:

 

Posts Comments

©2006-2010 ·TNB