Glee: 3x05 "The First Time" [Review]

10 de nov de 2011


1ª Exibição Original: 8/11/2011
1ª Exibição Brasil: 21/12/2011

Como sempre Glee conseguiu de forma tênue abordar sexualidade no episódio de hoje.
Esta certo que este episódio não mostrou nada revelador, mostrando inclusive de forma ingênua a forma de ver de alguns personagens, porém, Glee sempre consegue mesclar temas polêmicos de forma que fique bem na tevê. Ou vai me dizer que alguém aí já ouviu alguém programa de televisão (considerado programa familiar) usar a palavra ‘masturbar’ antes? Pois é .. isso é Glee!

Adorei como o tema conseguiu fazer par com a peça ‘West Side Story’ que rendeu performances musicais divertidas. Amei a performance de ‘América’ de Santana. Só senti falta de uma participação mais ativa de Damian!


Neste episódio ainda temos a entrada de um novo Warbler, Sebastian. Descarado, safado, sem vergonha... essas são algumas qualidades do novo cantor do coral. Gostei de rever os Warblers, mas achei que ‘Uptown Girl’ teria ficado mil vezes melhor na voz de Blaine! Sebastian mal apareceu e conseguiu colocar o nosso casal favorito em risco.

Os três foram a um bar gay chamado ‘escândalo’ (onde reencontramos Karofsky), e Blaine que queria perder logo a virgindade enche a cara e tenta transar com Kurt no carro. E é logico que ele fica ofendido. Mas no final Blaine jura que náo sente nada por Sebastian e que ama Kurt e os dois vão ate o fim com a relação.

Já Rachel nunca deixa de fazer drama, ela também quer perder o ‘big V’ para atuar melhor, o que aborrece Finn quando descobre. Depois ela junta as meninas para perguntar se ela deve ir ate o fim e após Tina dizer que foi incrível com Mike porque eles se ama ela decide que sim.


Então o que ocasionou tudo isso?

Artie é claro que finalmente deu sinal de vida! Apesar dele ser um dos 3 que comandam peça, parece que ele é o único. Ele diz que Blaine e Rachel não demonstram aquela paixão por nunca terem feito sexo e isso faz com que ambos tentem perder a virgindade antes da peça. Eles perdem, mas não antes da estréia.

Outra coisa que Artie fez foi juntar a treinadora Bestie com o olheiro de futebol. Quando ele descobriu que ela também é virgem. Uma coisa que eu achei estranha foi porquê ele só questionou o motivo dela ter fugido do assunto de virgindade, mas com Emma ele nem falou nada.

Teve também a historia clichê de Mike com seu pai que disse que se ele continuar com essa história de peça e dança, então, que Mike esqueça que tem um pai.


PS.: Será que só eu achei estranho o fato de agora eles terem colocado Finn como um jogador ruim, quando na primeira temporada eles sempre terem batida na tecla que o time não venceria sem ele??

Gostaram do review? Então comentem. E até o próximo post!

Músicas deste episódios:

"Uptown Girl" (Billy Joel) - Dalton Academy Warblers
"A Boy like That" (West Side Story) - Rachel (Lea Michele) e Santana (Naya Rivera)
"America" (West Side Story) - Tina (Jenna Ushkowitz), Santana (Naya Rivera), Rory (Damian McGinty) e Puck (Mark Salling
"One Hand, One Heart" (West Side Story) - Rachel (Lea Michele) e Blaine (Darren Criss)
"Tonight" (West Side Story) - Rachel (Lea Michele) e Blaine (Darren Criss)

0 comentários:

Postar um comentário

 

Posts Comments

©2006-2010 ·TNB