White Collar: 3x10 "Countdown" (Summer Finale)[Review]

11 de ago de 2011


1ª Exibição Original: 09/08/2011
1ª Exibição Brasil:   14/11/2011

Não tenho a miníma ideia de como vou fazer para aguentar até janeiro para conferir o restante da temporada! “Countdown” foi um excelente episódio, de tirar o fôlego durante todo o tempo.

Confesso que eu tinha certeza que aconteceria algo a Elizabeth, ainda mais depois de Keller ter ameaçado Mozzie sendo que as únicas pessoas que ele realmente se importa são Neal e El. Como eu disse no post anterior, somente algo bem importante faria Mozzie desistir de fugir e El é muito importante pra ele, então eu acredito que ele não vá fugir.

Fiquei triste ao ver que Neal teve que enganar Mozzie para conseguir falar com ele no início do episódio. É obvio que Mozzie ficou muito chateado pela mentira, mas ele aceita trabalhar com Neal para recuperar o quadro de Degas. Só que Mozzie também lhe dá um ultimato: ou eles fogem depois de 24h ou ele vai sozinho com o tesouro.

E pra piorar o mentor de Peter e chefe da Divisão de Crimes de Artes de D.C,  Kramer(Beau Bridges), veio para conseguir rastrear o quadro de Degas que apareceu no mercado negro. Adorei a sintonia dele e Peter e como ele percebeu que este desconfiava de Neal.

Peter trata Neal como suspeito, a cena do interrogatório foi impressionante e a música de fundo deu um clima ainda mais pesado. Eles descobrem que Rusty foi quem vendeu o quadro à Elliot Richmond (Jamie Harris) e o prendem, mas este não revela nada e chama seu advogado.

Peter e Diana vão infiltrados vender armas a Richmond e em troca ele oferece algo valioso, eles combinam de fazer a troca no dia seguinte. Peter não conta a Neal o horário do encontro, mas ele descobre da mesma forma que descobriu sobre o manifesto: pela agente Matthew.


Eu até pensei que ele estaria acabado quando ela reapareceu, mas ele finge estar disfarçado e pede para que ela não o denuncie e ela cai. Só que no final ela descobre que ele é Neal, mas fica de boca fechada porque se não ela teria que contar que revelou sobre o manifesto em um bar após beber um pouco.

Neal consegue que Peter o deixe preso em uma sala enquanto vai prender Richmond e da sala para recuperar o quadro foi um pulo. Uma coisa que ficou meio estranha é que Peter disse que queria ver a reação de Neal ao recuperar o quadro, mas então ele decide deixá-lo no saguão em uma sala? Não ficou muito plausível.

A ação toda de Neal pulando do prédio também foi excepicional, menos a hora que a câmera mostra a vista lá embaixo porque podemos ver que a cena é falsa. Peter prende Richmond e após analizarem o quadro Kramer diz que é falso, mas que a falsificação esta perfeito, e com isso Peter ainda acredita que tenha sido Neal. E Kramer diz que estava errado sobre  Neal, ele pode não estar 100% regenerado, mas ele quer estar ali.


A participação de Beau Bridges como agente Kramer foi sem sombra de dúvida um dos pontos mais fortes desse episódio. Adorei quando Kramer disse que o pessoal de Washington comenta sobre os dois e como eles são descritos como a dupla de gotham city. E de certa forma ele também estava certo ao dizer que Peter tem que se proteger porque ele é amigo de Neal e quando chegar a hora ele não vai prender qualquer um e sim alguém intimo e isso machuca.

Quando Keller diz a Peter que quer sua ajuda para descobrir onde esta o tesouro porque ele viu que é real  e depois ele disse pra ele ir pra casa e pensar por um tempo sozinho... essa hora eu gelei, mesmo sabendo que isso era algo que mais cedo ou mais tarde ia acontecer, ainda é um choque .

Amei muito a interpretação de DeKay (Peter) nesse momento, ficando zonzo e entorpecido, sem poder acreditar que isso aconteceu. Nós podemos sentir seu desespero junto com ele. E o olhar que Peter e Neal trocaram disse tudo: Peter olhou como que dizendo "isso é culpa sua" e Neal olhou como que pedindo desculpas por isso ter acontecido.
Eu acho que no próximo episódio veremos um Peter completamente diferente, se a El estivesse bem., acredito que ele continuaria apertando Neal, mas como Keller esta com El  -  e Peter sabendo o que ele é capaz - acho que Peter vai desobedecer as orderns do FBI e agir junto com Neal para derrubar Keller.

É uma pena que Peter nem imagina que Neal  o escolheu ao invés de Mozzie. Nessas duas histórias eu fico em cima do muro: eu entendo Mozzie querer fugir e ser rico, ele é como um fantasma mesmo; agora com Neal é diferente, Peter não descansará até prendê-lo novamente e Neal nunca conseguirá ter uma vida dessa forma.

E para encerrar este post deixo a frase de Neal que resume bem porque ele não deve fugir: "Eu posso sempre sair por aquela porta, mas nunca poderei voltar!" Até janeiro :)

0 comentários:

Postar um comentário

 

Posts Comments

©2006-2010 ·TNB