Castle 1x01 Pilot [Review]

1 de mai de 2009

Nada melhor do que procurar por series novas ou antigas que estão há muito tempo esquecidas . E por isso eu comecei a baixar Battlestar Galactica de 1979 e Castle. Como ainda não tive tempo para assistir BSG só vou falar sobre Castle.

Quando vi a promo do episodio piloto achei muito engraçada. A série, que estreou nos States dia 6 de Março desse ano, gira em torno do personagem Richard Castle, interpretado pelo Nathan Fillion, um autor de best-sellers de livros policiais.


No episodio piloto ele decide ajudar a policia a procurar um serial killer que está aparentemente copiando os crimes que aconteceram em seus livros. No começo eles pensavam ter sido um fã de Castle que se tratava com Alison Tisdale, assistente social, mas no final descobrimos que o assassinato foi cometido por seu irmão Harrison.

Acontece que seu pai, um magnata, está morrendo e ambos herdariam o dinheiro sendo assim ele a matou para ficar com tudo. E ainda matou um advogado chamado Fisk e Kendra Pitney, uma garçonete, só para fazer todos acreditarem que foi o paciente de Alison que sofre de autismo .

O episódio piloto da série foi muito bem elaborado e planejado, a fotografia e trilha sonora do episódio estavam demais e adorei a musica de entrada, o roteiro também não deixou a desejar.

Mas nem tudo é perfeito , haviam tantos clichês somente nesse primeiro episodio. Começando pelo protagonista, Castle é o típico escritor de livros bad boy irresponsável, mulherengo, egocêntrico e outras coisas mais, ou seja, ele é aquilo que a gente já viu em milhões de séries de tevê.

Depois vem sua família, sua filha é a típica adolescente responsável e inteligente que, na falta de um poder maior do pai, toma conta da casa. E ele ainda vive com sua mãe, que lembra um pouco Tabitha de 90210, por ser aquele tipo de senhora que não aceita a sua idade e vive como uma adolescente.

E para encerrar temos a detetive Kate Beckett, a mulher bonita e durona que só pensa em trabalho e que escolheu essa profissão por alguma coisa que lhe aconteceu no passado e que possivelmente nunca foi resolvido... blá, blá, blá. Ironicamente Beckett é fã de Castle.

E ainda tem o relacionamento da detetive com Castle, como em qualquer série desse porte eles brigam fazem ironias um com o outro ao estilo Mulder & Scully ou até mesmo como os personagens de Bones (que não sei o nome porque que eu não assisto!)

No final Castle mexe seus pauzinhos e consegue um “passe -livre” no departamento de polícia com o pretexto de pesquisar o protagonista de seus próximos livros: uma rígida, mas adorável detective.

Não temos aqui uma série realmente nova, só uma mesma idéia contada de formas diferentes. Contudo, a história da série me prendeu e, por isso, eu ainda estou acompanhando, só não sei se essa serie está indo tão bem a ponto de ser renova.

1 comentários:

deinha disse...

essa é uma das melhores séries da atualidade...
amo essa série

Postar um comentário

 

Posts Comments

©2006-2010 ·TNB